NOTICIAS

Sobre a fusão do Ministérios do Meio Ambiente (MMA) com o da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA)

18 de março de 2018

A Associação Brasileira de Ciência Ecológica e Conservação (ABECO) manifesta sua preocupação com as notícias veiculadas na imprensa brasileira sobre a junção desses Ministérios.

  • 1) o Brasil se caracteriza por suas dimensões continentais e abriga uma enorme biodiversidade que é essencial para gerar os bens e serviços entregues pela natureza e assim garantir o bem-estar humano;
  • 2) o Brasil desfruta de uma posição privilegiada para transformar riscos sociais, econômicos e ambientais em oportunidades de desenvolvimento sustentável, ancorado na agenda do Meio Ambiente;
  • 3) o MMA tem a missão de formular e implementar políticas públicas ambientais nacionais de forma articulada e pactuada com os atores públicos e a sociedade para o desenvolvimento sustentável;
  • 4) o Brasil é protagonista na agenda ambiental internacional, fortalecendo tanto o desenvolvimento sustentável como o setor produtivo por meio da certificação ambiental e controle de perda de vegetação nativa;
  • 5) a responsabilidade do MMA em gerenciar acordos nacionais (http://www.pactomataatlantica.org.br) e internacionais, incluindo a mudança de matriz energética acertada no acordo de Paris (com redução
    de 37% de emissões de carbono até 2025; http://www.mma.gov.br/clima/convencao-das-nacoes-unidas/acordo-de-
    paris);
  • 6) essas ações do MMA têm sido essenciais para preservar mercados consumidores de produtos brasileiros;

a Associação Brasileira de Ciência Ecológica e Conservação (ABECO) avalia que MMA e MAPA desenvolvem agendas próprias com o objetivo de um Brasil sustentável e produtivo e alerta que políticas públicas em prol da sustentabilidade serão prejudicadas se a junção desses Ministérios for efetivada.

VEJA MAIS


CATEGORIAS
ARQUIVOS